11/10/2010

Era uma vez uma criança

Parece que o tempo escorre pelas nossas mãos passa tão rápido que quando vemos ele já se foi. Boas lembranças eu guardo da minha infância e as ruins escondi no fundo do baú que é  de preferência a poeira tomar conta e eu nunca mais me lembrar.
Tanta ingenuidade, os caminhos dos sonhos, sem preocupações e sem saber o que é a vida direito. Crianças vivem como se existissem apenas aquele momento e talvez seja por isso que elas são tão felizes.
Carinho de mães, carinho de pai, ser paparicado por todos, brincadeiras de boneca, de guerreira, assistir castelo ratibúm, e fazer de um simples pedaço de vassoura o meu cavalinho, ser a aluna doce que levava a professora uma rosa e cartinhas, brincadeiras de castelinho e de baldinho na praia, brincadeiras com a prima, a irmã, com os amigos. Ter amigos de infância alguns para vida inteira.
Esperar papai chegar em casa com um saquinho de doce, cuidar dos meus irmãozinhos, pedir para minha mãe querida poder comer todas as noites mexido ou ovo. Dormi com os meus ursinhos. As férias, os desafios, o carinho...
Antes eu sonhava em ser gente grande hoje eu sonho eu poder voltar a ser criança.

Eu e minha prima-irmã.


- Eu adoro essas pessoas de idade.
Dizia a futura bióloga (eu) para a futura enfermeira (minha colega).
- Eu prefiro as crianças, os bebés, essas doces criancinhas que nascem e não sabem o que o mundo os espera. Antes na barriga de suas mães recebiam tudo do melhor e depois encontram neste mundo a crueldade, as comidas não aprópriadas, o ar poluído, as injustiças e a criminalidade. É triste.
- É sim. Eu também gosto muito das crianças.
O que mais eu poderia ter dito?...


Feliz dia das crianças a todos que apesar de terem passado desta face vivem como se existissem uma crianças dentro de si que nunca crescera, e não deixe que esta criança nunca cresça ou morra.


4 comentários:

Natália disse...

infelizmente as coisas passam muito rápido. beijo

Jeniffer Yara disse...

Own que fofo seu post *-*
Feliz dia da criança(atrasado)e você têm razão ao dizer que nunca devemos deixar a criança interior crescer ou morrer.

Beijos

CaRoL ♥ disse...

Eiiii Vanessa, tudo bem.

Bem, vim aqui porque há uma ano atrás você comentou no meu blog o seguinte:

"Parabéens ela melhorou bastante e ficou liinda.
Meu sonho era fazer medicina veterinária mas minha mãe e contra estou com uma duvida cruel se abro mão desse sonho e faço publicidade ou irei fazer biologia me especializar na área de animais e um diia no futuro irei realizar o sonho da fazer medicina.

Meu blog: confissõesdanessah.blogspot.com

Para vc.
Parabéns... "

Postagem: http://medvetmyhistory.blogspot.com/2008/02/histria-da-etelvina.html

Sabe como é o tempo né, só vi que postou HOJE... rsrsrs... Mas vim só agradecer mesmo e perguntar: Então, já se passou um ano, fez publicidade, biologia, veretinária ou nenhuma delas?

Desculpe mesmo por ter respondido depois de tantooo tempo.

Caso ainda não se lembre, meu blog: www.medvetmyhystory.blogspot.com

Abração!!!

Gêsa disse...

Eu tenho penas das crianças, da percas, de tudo que vem pela frente. Mas a faixa etária que mais me fascina é a velhice.